domingo, 17 de agosto de 2014

O pintor das bailarinas

              

            Impressionista destacado, Edgard Hilaire Germain Degas (Paris, 1837/1917) foi um dos pintores do movimento.
            Dono de refinada técnica, costumeiramente fazia seus esboços em pastel, o que lhe possibilitava a rápida interpretação da obra.  Muitos dos seus trabalhos permanecem nesta forma.  Outros, Degas fez também o óleo.
            Dos pintores conhecidos, foi um dos poucos a cursar a Escola de Belas Artes de Paris.  O rigor do curso não lhe tirou a espontaneidade na execução de suas obras.  Seu desenho seguro e rápido impressiona.  Pode-se dizer o mesmo da cor, que usou nas suas telas com maestria.
            Talvez a sua obra mais conhecida seja “O Absinto”, onde retratou um casal embebedado e pensativo, numa cena bastante expressiva no interior de um bar.  Suas pinturas mais famosas, no entanto, são as de bailarinas dançando, treinando, em repouso ou até calçando as sapatilhas.

            Edgard Degas deixou um legado de telas famosas, onde os motivos frequentes são as bailarinas, como já foi dito, as corridas de cavalo, as regatas de barcos a vela.  Todas envolvidas com o movimento, sua marca e paixão.    

15 comentários:

Marco Bastos disse...

Bom dia, prezado Jorge. O tema tratado por Degas é muito rico. Seu estilo e cores são vibrantes. Aprecio o pintor. Sobre o mesmo tema, gosto também das obras de Toulouse-Lautrec, pós-impressionista, estilo mais livre, pintura mais diáfana e fluida.
Foram vizinhos em Montmartre.

http://ermundodemanue.blogspot.com.br/2012/02/toulouse-lautrec-obras-cuadros-pinturas.html

abrçs.

Mardilê Friedrich Fabre Mardi disse...

Gosta de Degas justamente por ter dado vida às bailarinas. Abrs Mardilê

Celso Felício Panza disse...

Parisiense que ajudou a patrocinar com Nadar o famoso salão oponente ao oficial, e por isso é considerado também um impressionista sem alinhamento completo a essa escola. Filho de educação padrão da classe alta. Estudou muito tempo na Itália ao lado de mestres conceituados. Foi um relevo na pintura.Uma homenagem ao talento Jorginho. Abraço. Celso

Rita Lavoyer disse...

conheço quem pinta bailarinas e ao tentar tiram-lhes completamente a vida e a arte também. Uma pena. Ainda bem que tem o Degas que as vive para sempre.

ॐ Shirley ॐ disse...

Quase nada sei sobre Edgar H. G. Degas. Sei mais agora, ao ler a sua crônica, Jorge. Já vi alguns quadros e, realmente, suas bailarinas parecem estar em movimento. Eu diria que ele, também foi escultor.
Beijo, Jorge!

Tais Luso disse...


Bela postagem, Jorge!
Realmente, numa de suas mais conhecidas obras, Absinto, Degas mostra duas formas da degradação humana: um boêmio e uma prostituta destruídos pelo álcool.
Por oposição a todos os impressionistas, trabalhava apenas no estúdio, na maioria das vezes através da memória. Não se mostrava muito interessado pela natureza, mas deu muita importância ao desenho. O que o aproximava de outros artistas era o seu interesse pela vida contemporânea e o fato de possuir o grande talento para a experimentação.
Seus quadros sofreram a influência da fotografia, o tom acidental do inesperado, a ousadia do enquadramento. Explorou todos os aspectos ao seu alcance, a velocidade de cavalos, bailarinas e bares. Era o pintor das obras em movimento. Inventou novas técnicas de pintura. Eram momentos captados, tal como num fotograma de um filme.

Abraços!

marcia disse...

Gosto de toda arte que leva meus olhos ao movimento...Bjus

EstherRogessi disse...

Caríssimo, Jorge... Boa noite! Ótimo texto e comentários, aliás, costumo ler todos. Alegro-me quando são inteligentes, pois comentar é uma arte - busco aprender.
Penso e vejo ARTE, como identidade de cada artista; expressão dos seus sentires, desde o que prega um botão na tela, ou um pedaço de retalho, e o apresenta como arte. Acontece, que só o que pregou o botão, ou o pedaço de retalho é que sabe o que está por trás de sua arte, que para muitos pode ser um desastre. Quanto ao Degas... Bem, eu poderia, após a leitura dos inteligentes comentários e, ainda, através de pesquisa falar sobre o artista... Porém, sinceramente, não o conhecia, até antes de ler a sua crônica, e ainda estou por conhecê-lo. Amo arte, pinto algumas telas, como sabe... Atrevi-me a fazê-lo após ver a arte de um famoso pintor, disse eu: O meu neto faz melhor! Isso encorajou-me. Dos rabiscos mal acabados... Diz a crítica SER GRANDE ARTE. Assim como o botão, o pedaço de retalho...Vou buscar conhecer DEGAS. Um grande abraço e parabéns!

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Também são belas as séries de pequenas esculturas de bailarinas. Algumas delas são parte permanente do acervo do MASP, em SP. Abraços, Jorge.

Efigênia Coutinho disse...

Os gostos de Edgard Degas começaram com tons suaves,
depois para os tons fortes utilizados na nova estética impressionista.
Prefere os jogos de luzes e de sombras, restituindo ao nu a sua beleza,
e a sua verdade, muito diferente dos nus adocicados da época.
Agora nas Bailarinas, creio ter sido o ÚNICO que as retratou
em toda sua graciosidade e leveza.
PARABÉNS pela postagem de arte e cultura!

Efigenia Coutinho

Anderson Fabiano disse...

Esse meu amigo Jorge é assim: Quando você pensa que ele está sentado na praia curtindo o belo, ele está tramando um assassinato. Quando você o imagina num texto político partindo pro Kremlin, ele fala de música clássica. Quando você vive a comoção de um país, ele saca Degas e suas bailarinas. Jorge, com todo respeito, te amo, parceirinho!

Anderson Fabiano
PS: Quando eu crescer, quero ser igual a você.

Vera Fracaroli disse...

Edgar Hilaire Germain Degas ou mais conhecido simplesmente por Edgar Degas, foi pintor e escultor muito conhecido no mundo artístico , nasceu em Paris noano
de 1834, era conhecido como um pintor impressionista, foi também reconhecido como um grande gravurista. Muitas de suas obras, hoje se encontram em um museu
de Paris chamado Museu de Orsay.

Manuela Mourão e Silva disse...

Salve!

Edgar Degas adquiri o estilo que o faz diferenciar de todos os outros pintores, a pintura histórica, a qual o tornou um
pintor tão famoso.

Adorei o tema, um grande abraço!

Carmem Velloso disse...

Bela escolha, Jorge.
Degas foi realmente um mestre nas figuras em movimento. A pintura era até então muito estática. Interessante o comentário do Fabiano.
Beijos.
Carmem

cristinasiqueira disse...

Que presente de apuroem sensibilidade.
Obrigada querido Jorge