domingo, 7 de setembro de 2014

The Rules of the Game

            

            Fui consultado por editora norte-americana para firmar contrato sobre a publicação do meu livro A Regra do Jogo, em língua inglesa.  Livro físico.
            Duvidei bastante no início, pois brincadeiras na internet são bastante comuns, com todos sabem.  Mesmo assim, assinei a papelada toda, juntei o texto em anexo e sugeri a capa.  Nada tinha a perder.
            Em três de setembro deste ano, recebo o e-mail da editora, informando que o livro estava pronto e sendo encaminhado para impressão, que eu deveria autorizar após aprovar texto e capa.  Foi quando descobri como o conheceram. Eu o publiquei na Amazon, como e-book.  Alguém leu e se interessou.
            É um livro simples, onde o tema é a caçada a um homem que pretende assassinar um dirigente estrangeiro em visita ao Brasil.  Coloquei fatos históricos desconhecidos de grande parte da população, para evitar a pobreza literária.
            Fico feliz.  Não me importam dinheiro ou fama, mas ser publicado nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido é para mim motivo de grande satisfação, claro. 
            Muitos têm o livro eletrônico, que disponibilizei como presente, e o relatório da Amazon indicou noventa e três downloads baixados, em três dias.

            Contente, pois!

17 comentários:

celso felício panza disse...

Jorginho, você conhece minha posição sobre isso, livro virtual o nome diz, não é livro, vitualidade, e está ao alcance de qualquer incipiência, sem filtoros, e por isso desqualifica a produção.E isso não vai mudar, a Amazon por esses dias entrou no Brasil com o mesmo sistema, vende de grampo até carro, agora livro, para vender o leitor computadorizado, kindle, é a maior empresa de consumo no mundo. Não preciso dizer mais nada. Abraço, Celso

Célia Rangel disse...

MERECIDO! Sem dúvida alguma, uma leitura intrigante e instigante! Vivo "caçando boas leituras". A tecnologia utilizada, não me importa. Sou minha "personal analista literária". E, diversificar é minha meta, até para adquirir visão plural de vida. Li, pela Amazon, sua obra. Lá deixei minha avaliação pública:"Um livro que leva uma ficção à dura realidade... Talvez ai esteja a razão do título: "A Regra do Jogo". O excelente autor com certo humor ácido, nos leva a muitas reflexões atualíssimas da gestão de nosso país... Alguns personagens são exemplos vivíssimos do que temos hoje. Na minha compreensão de texto, de um substancioso romance/realidade, nada mudou ou muito pouco... e olhe que sem pessimismo, para pior. Ainda tenho esperança de ver autoridades políticas e policiais íntegras em meu país! Reverencio ao autor o mérito, pela sua capacidade de colocar em texto romanceado, as falcatruas do nosso Brasil e países vizinhos!
BINGO! Não me enganei, Jorge! Parabenizo-o!
Abração da Célia.

Jorge Sader Filho disse...

Meu amigo Celso Panza entendeu ser livro virtual. Corrigi o texto, ele é livro físico.

Jorge

Celso Felício Panza disse...

Jorginho,como vc lança livros virtuais e troca ideias comigo, e você não disse o nome da editora e livrarias possíveis de venda do livro físico, entendi que era a proposta a que vc aludiu a mim anteriormente, e books, Amazon, etc. É isso, fica devendo o nme da editora. Abraço. Celso

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Bacana, Jorge. Sucesso sempre!

ॐ Shirley ॐ disse...

Pois, é para ficar contente mesmo, Jorge! Quem não ficaria?
Muito bom, aplausos, parabéns!!!
Beijos e sucesso!

Rita Lavoyer disse...

Muita Luz sobre o seu trabalho, Jorge! Colhendo o resultado do que plantou serenamente e com responsabilidade. Parabéns!

Anderson Fabiano disse...

Jorjão, já o parabenizei lá no Face e renovo aqui todas as palavras deitadas lá.

Estou seguindo seus passos: detestava esse tal de livro virtual. Você foi pro Amazon e eu fui atrás. Você começou a ser lido lá fora e eu fui atrás. Agora chamam você para uma publicação internacional, será que também vou atrás? rssss

Sucesso, parceirinho querido!

Meu carinho (sempre)
Anderson Fabiano

Marco Bastos disse...

Parabéns prezado Jorge Sader Filho. Desejo-lhe sucesso e boa sorte - que seu livro circule bem, brindando a todos que o adquirirem com a verve literária, com a competência e com o carisma que você tem. Gosto do seu estilo incisivo e objetivo.

O mérito dos livros está no conteúdo dos próprios livros e não na mídia ou forma de materializá-lo. O fato de ter sido inicialmente divulgado como livro eletrônico, em nada o desmerece.
Considero que os livros impressos em papel, como é a versão atual do seu livro físico, tem um charme adicional. Mas isso não passa de uma idiotia minha. Bom livro é bom livro na tela do micro, no tablet ou no papel impresso.

Em outubro ocuparei a cadeira nº 30 da ALBrasil/Seccional Bahia, e serei assessor da vice-presidência. Uma de minhas propostas administrativas é conectar o site da Academia com sites que disponibilizam Obras Literárias num volume tal que nunca seria alcançado se pensássemos somente nos livros editados em papel.

Você está de parabéns por ter alcançado o que não é fácil e são poucos a alcançarem.
Abraços.

Vera Fracaroli disse...

Honra a seu mérito Jorge, colhendo o que plantou naturalmente.
Parabéns amigo escritor, muito sucesso, chegar ao Pódio? - É para poucos!
Um abraço de luz!

Manuela Mourão e Silva disse...

Como não vir lhe abraçar e desejar-lhe todo o sucesso do mundo Jorge, parabéns por sua conquista realizada, um abração no coração iluminado!

Artes disse...

Linda realização Jorge, bem merecida, parabéns pela conquista e sorte! SUCESSO.

Anônimo disse...

Parabéns por sua conquista que fez por merecer.
Um abraço grande!

Werner Klaus disse...

Um abraço, parabéns Jorge!

Sucesso absoluto, você merece.

Tais Luso disse...

Olá, Jorge, junto-me à turma para parabenizá-lo, desejar muito sucesso (como sempre) e deixo um grande abraço!

Aplausos!!!

petuninha disse...

Olá, Jorge!
Como não ficarei contente, se tantas vezes vc. levou para o blog em que estávamos trechos ou crônicas de seus livros? Percebi que vc. é minucioso e cuidadoso para que seus textos sejam interessantes e agradáveis. Foi um trabalho literário bem feito. Eu o li e muito gostei.Pela maneira de ser editado, que ficou excelente, também ficará excelente a edição em inglês. Quanto a ser computadorizado também, penso que é mais um meio de ficar conhecido. E, quem não gostar de ler este, leia o livro físico. Isto não é problema, é solução. Parabéns! É merecido. Sucesso e Felicidades.Beijos.

Carmem Velloso disse...

Só o fato de estar publicado em língua inglesa já o torna importante, Jorge.
Parabéns pela conquista. O livro é muito bom, movimentado, dinâmico!
Sucesso!
Beijos.
Carmem