segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Médicos cubanos

      
            A pretexto de falta de médicos em lugares afastados dos grandes centros ou cidades importantes do país, a presidente da República, por medida provisória, resolveu 'importar' de Cuba para desempenharem as tarefas que muitos médicos brasileiros não querem.
            Nossos profissionais da saúde conhecem os problemas brasileiros.  Os postos de atendimento não têm, por vezes, materiais indispensáveis para se fazer um curativo.  Um bom diagnóstico fica difícil, por ausência de laboratório de exame clínico.  Aparelhos de RX que não funcionam, e os mais sofisticados nem pensar.  Ora, dentro de um quadro destes, não existe profissional que queira trabalhar.  Vai assistir a progressão da doença dos seus pacientes sem nada poder fazer, o fato mais desagradável para qualquer profissional.
            Estão já desembarcando no país os famosos médicos cubanos.  Enquanto alguns dizem maravilhas deles, outros, e muitos, falam do seu absoluto despreparo.  São bons com a medicina preventiva.  Passam ao largo da curativa, o que é previsível dada a intensa pobreza que vive Cuba e seu povo.  Não há como se instalar centros de ensino de medicina sem dinheiro.  O material é caro e os professores possuem altas condições de conhecimento, o que não existe, infelizmente, no país caribenho.
            A medida tomada pelo governo federal está sendo chamada de eleitoreira.  Até pode mesmo ser, mas sua finalidade atende ao intuito petista de instituir o bolivarianismo ainda que seja “na marra”.  Conseguiram os dirigentes foi se embaraçarem bastante, bem mais do que imaginam.
            Assessorado por equipe de constitucionalistas e penalistas capacitados e pertencentes a novas alas de pensamento, o Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais não vai permitir que os médicos cubanos atuem no estado.  A conclusão tem lógica matemática.  Para exercer profissão liberal, o cidadão não pode ser apenas bacharel.  Necessita estar inscrito no órgão de classe, que faz o seu registro e dá a permissão. 
            Ora, estes contratados do governo federal não têm inscrição no CRM-MG.  Portanto, se praticarem atos curativos, estarão cometendo o crime de exercício ilegal da medicina, previsto no art. 282 do Código Penal.
            A situação é muito mais grave para a presidente da República.  Autorizou, por medida provisória, que o crime descrito seja praticado no território nacional.  Como esta confusão vai acabar, ninguém sabe.  Este nunca foi o país da ordem, mas o povo nas ruas está mudando isso.
 
Imagem:  "A lição de anatomia", Rembrandt.

11 comentários:

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

É mais um descalabro petista, dentre tantos que assistimos diariamente. Filha Dilma...

Tais Luso disse...

Olá, Jorge:
Mas é lógico que sai muito mais 'baratinho' trazer centenas de médicos do exterior do que construir hospitais e dar suporte a esse imenso Brasil. Se houvesse estrutura e plano de carreira para médicos, as coisas seriam diferentes. O que esses médicos que estão chegando poderão fazer em lugares onde falta tudo para, no mínimo, darem um diagnóstico certo? Os médicos se concentram nos grandes centros porque não existe suporte técnico para trabalharem em lugares carentes. E mais: os médicos do exterior, precisam passar pela 'revalida', ou seja, o Conselho de Medicina ver a reavaliação de seus diplomas, e se estão aptos a exercerem a medicina no Brasil. Por que relutam nisso?

Grande abraço.

Maria Coelho disse...

Jorge,

Esta medida é preocupante, sim! A atitude desconsidera outros problemas que estão vinculados à falta de médicos nas regiões afastadas do país - como desenvolvimento econômico regional, falta de infraestrutura, abertura de mais universidades públicas etc. Enfim, este atalho não resolverá o problema do país e trará ainda novos desafios, que será manter as regras desse plano e a vigilância das ações deste serviço.
Infelizmente é o país em que tudo se dá um jeitinho...

Rita Lavoyer disse...

Que sinuca, meu Jorge! Eu morei no Norte, Santarém - PA. Lá não dava tempo de o médico pedir um exame, lascava logo um antibiótico para conseguir ver o paciente vivo no dia seguinte, enquanto pensava no que fazer e como fazer.

Fui atendida, com o meu filho de 1 ano nos braços, na porta de uma sala de cirurgia, enquanto o médico operava, atendia o meu menino, pois estávamos todos na mesma vala. Disse-me assim, o doutor:

"Mãe, dá carinho. Isso também cura e ele pode melhorar".

Jamais me esquecerei disso.

Eu excluí o comentário anterior porque uma palavra foi repetida.

Célia Rangel disse...

Ai... os chás da minha avó... como curavam... Reservo-me o direito de me calar... pois a saúde = doenças; educação = analfabetismo; segurança = total insegurança... Vou cantar com João Gilberto:
"Brasil!
Meu Brasil Brasileiro
Meu mulato inzoneiro
Vou cantar-te nos meus versos..." e tomar baldes de chá...
Abraço, Célia.

Mardilê Friedrich Fabre disse...

O pior: eu soube que nem todos os médicos irão para lugares aonde os "médicos brasileiros não querem ir". Segundo ouvi (não sei se a notícia é verdadeira), há médicos que ficarão em Salvador, no Rio de Janeiro... Eu gostaria de saber a verdade sobre essa vinda de médicos estrangeiros. Já ouvi e li tanta coisa... Abrs. Mardilê

Marco Bastos disse...

O Brasil está doente, prezado Jorge! e todos sabem de que doença.

Maria Carmem Velloso disse...

A boa lógica, como você diz, mostra que este fato não é só discutível. É criminoso mesmo, a lei é muito clara. A medida provisória é uma afronta. Mas tudo isso não vai dar punição alguma.
Bjs. Carmem

marcia disse...

Jorge,cansada de tanto desmando...bjus

petuninha disse...

Olá, Jorge!
É uma situação bastante complicada. Além de tudo o que vc. expôs, os profissionais cubanos, segundo li na mídia, vão receber um salário muito pequeno e a porcentagem maior vai para o governo de Cuba.
Não entendo tantas falcatruas se repetindo nesse desgoverno petista.
Enquanto isso os hospitais continuam sem recursos para atender a população.

Anderson Fabiano disse...

Jorjão,

Qualquer um que já tenha quebrado um dedo mindinho numa viajem de férias por uma cidade pequena sabe dos verdadeiros problemas da Medicina no Brasil.

Médicos cubanos? Argh!

Quer saber? Esse PT é uma vergonha para a verdadeira esquerda desse país!

...é melhor eu ficar calado...

Meu carinho,

Anderson Fabiano