domingo, 18 de julho de 2010

Fidel Castro

Fidel Castro
















Volta e meia coloco meu pensamento sobre o presidente cubano.
Castro livrou o seu país da dominação americana, sob o complacente olhar de Fulgêncio Batista, que permitiu ser Cuba um anexo sujo e pornográfico dos Estados Unidos.
Foi uma longa jornada de Sierra Maestra a Havana. Muitos ficaram pela selva e pelo caminho.
Tomado o poder, seguiram-se as execuções. Seria como na Revolução Francesa. Nesta, historiadores apontam os excessos. Em Cuba, houve o protesto, mas nenhum escritor ou jornalista estrangeiro afirmou que o paredão foi injusto. Injustiças? Na certa foram cometidas, é normal.
Este assunto não é político. Não quer saber se Fidel está ou não certo de ainda ser comunista, regime que não existe mais nem na China, onde está se desenvolvendo um capitalismo selvagem.
Mas quando a UNICEF afirma que não existe fome entre os menores de seis anos, e que todos eles têm abrigo para dormir, diferente das ruas, o articulista pensa mais de uma vez. O fato foi constatado por organismo da mais alta credibilidade.
Cuba é pobre e isolada do mundo. Tem muitos erros, até hoje. Mas menores na verdadeira primeira idade, não passam fome nem falta de teto.
E agora, que o problema levantado está em toda imprensa? Fidel é um anjo ou demônio? Digo o que penso: nada fez mais do que sua obrigação.
Daí esta crônica não ser política, se digo claramente minha opinião. Mas gostaria de saber a do leitor.

18 comentários:

Pedro Jorge disse...

Fidel Castro, como todo homem que toma o poder pelas armas, tem o seu lado de herói, quando tentou levantar Cuba, e o lado vilão, quando governou sem legislativo.
Excelente indagação, Jorge.
Abraço do Pedro

Eduarda Bark disse...

Dizem que não tem liberdade em Cuba. Fico bolada.
Se não tem fome, esta liberdade é qual?
Não gosto é da ditadura. Faz uma eleição e depois a gente conversa.
Continuas o mesmo, Jorge!

Beijos,
Duda

Ana Maria Pupato disse...

Em todos os fatos há os dois lados: o ônus e o bônus. A tendência do ser humano é valorizar mais um lado do que o outro. Não sou a favor da ditadura. Como educadora, acredito que só se aprende pela liberdade. Um dia, todos entenderão da responsabilidade por si mesmos que gera o comprometimento com o social.
Bela reflexão, Jorge!

ღPat.ღ disse...

Meu querido,

Um Feliz dia do Amigo especial.
Adoro tuas palavras e visita é fundamental!

beijos em ti.

Mari Amorim disse...

O Amor nunca deverá ser responsabilizado por dores,perdas ou danos e tem amplos poderes para neutralizar todas as batalhas, sejam elas emocionais, familiares ou sociais...FELIZ DIA DO AMIGO,
BOAS ENERGIAS!
Beijos,
Mari Amorim
Brincando Com a Rima

Aline Capistrano disse...

Olá!

Fidel é fidel, anjo e demônio figura quase mitológica de alguma forma é admirado pela coragem de se opor aos EUA por outro lado é odiado por ser ditador é como aqueles personagens dos quadrinhos que mesmo sendo do mal tem carisma.

Abraços.

Luiza disse...

Adoro o seu blog... parabéns...
Beijoooo

Liège disse...

É difícil dizer quando não se vive a situação.
Visto de fora, por muito tempo Fidel me pareceu um herói forte o suficiente para não se render à globalização e, apesar dos pesares, garantir a seu povo educação, saúde e outros direitos básicos que muitos países simplesmente não têm para todos. Mas já conheci alguns cubanos que dizem que a situação em Cuba é mais um exemplo de que o Comunismo não funciona na prática tão bem quanto na teoria. Sabe aquele lema da Revolução dos Bichos, de Orwell, que diz que todos são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros? Os cubanos não têm acesso à internet, mas alguns têm... Certos restaurantes e produtos são de uso exclusivo dos turistas e de alguns cubanos...
Mas ainda assim eu gostaria de conhecer Cuba antes de que a era Fidel termine.
Abraços.

petuninha disse...

Considero Fidel Castro um anjo-negro, mesmo tendo exorcizado Cuba do poder americano e levado algumas
melhorias para os cubanos. (por meio de seu punho de ferro). Falando numa linguagem bíblica que muitos conhecem, com uma mão Fidel serve a Deus e com a outra ao Demônio.E, ninguém pode servir a dois senhores ao mesmo tempo.
Beijos da Arlete.

Caio Martins. disse...

"El lobo viejo pierde los dientes pero no las mañas..."

A História não o absolveu. Perdeu a chance de nela permanecer como um dos heróis do Século XX, ao descartar a democracia e cair nos laços da ambição pelo poder.

Abração, Jorge.

Sylvia Araujo disse...

Não gosto de radicalismos, nunca gostei, mas gosto da postura e da valorização nacional, gosto de crianças terem comida e teto, de pipoqueiros conhecerem de História da arte e mundial e conversarem ao mesmo nível com médicos. Taí, eu gosto de Fidel! :)

Beijo, querido

Renata de Aragão Lopes disse...

Fidel é humano.
Isso a tudo já explica.

Um abraço,
Doce de Lira

Márcia Cristina Lio Magalhães disse...

Só de dizer NÃO aos EUA tem meu sorriso...
Fidel é como qualquer um, cometeu erros e acertos...
Dois pesos duas medidas...

Apesar de Cuba ter sido muitas vezes "esquecida" no tocante a ajuda de países do primeiro mundo, saiu na frente na área médica a duras penas...
Quantas pessoas no mundo inteiro visitaram o país em busca de tratamento para Vitiligo?
Cuba é conhecida por oferecer o que muitos consideram um eficaz recurso contra esta doença...

Excelente texto Sader!

aquele abraço...

Barbara disse...

FIDEL ESTÁ CERTO.
SEMPRE ESTEVE - APESAR DE OUTRAS COISAS.
Tivéssemos para as nossas crianças o que têm as crianças cubanas, eu estaria sossegada em relação ao futuro dos meus netos.
O necessário.
Teto
Educação de qualidade e gratuita
Saúde e das melhores.
Viva Fidel!

Rosane Marega disse...

Oiee, passei para te desejar um domingo lindo!
Beijosss

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

É muito estranho ver aquele baluarte do anticapitalismo embrulhado em nike e adidas... não tenho opinião formada, sinceramente. Mas seu texto, Jorge, indagador e instigante, é sempre ótimo. Abraços.

Blogat disse...

Até onde sei,esse povo que tem,pouco e igualmente dividido,teto,comida,saúde e educação, o ama.Devem ter motivos.
O que precisa acabar é este embargo velho e indecente.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Respeito Fidel, sua tagetória, como conseguiu seguir depois dos EUA terem virado as costas a ele...

Admiro sua garra, força e ter conseguido num mundo como o de hoje(vide post acima), manter as crianças à salvo. pena que tem que vir uma UNICEF para que o mundo acredite nele. A gente é bem preconceituoso mesmo.

Querido, deixa agradecer teu post no meu, no nosso céuAberto! Vc é um amor!