quarta-feira, 11 de julho de 2012

Sites em derrocada



    
                                            Sites em derrocada

            Estou na internet há exatos dez anos.  Já vi muita coisa aqui.
            Prosador inveterado, participei de inúmeros sites que fecharam por falta de cuidado dos administradores.  Apenas um sobrevive, com textos antigos, todos evangélicos, confusão de quebrar a cabeça dos mais esclarecidos.
            Outro, que desapareceu mesmo, foi o Domínio Cultural.  O número dos que postavam sempre ficou reduzido a oito.  O interesse pessoal falou mais alto do que a literatura, e veio o tombo esperado.  O mesmo aconteceu com vários sites Ning.  Três foram à garra em seguida.  Mais um Ning que anda perigando atualmente é o Mural dos Escritores.  Participo deste também.
            A uma altura destas, vão dizer que sou pé frio, fecho sites...  Fecho nada, são os ‘colegas’ que se encarregam desta missão.  O último que foi para o beleléu, uma pena das maiores, era o melhor site brasileiro.  Portal Literal, que hoje continua com seus autores principais, quando foi criado.  Zuenir Ventura, Lygia Fagundes Teles, Ferreira Gullar, Veríssimo e Rubem Fonseca.  A Academia Brasileira está presente.  Mas mesmo assim o provedor do grupo Terra não resistiu à invasão de ignorantes e estúpidos que derrubaram a parte do site aberta aos escritores não consagrados.  A solução foi terminar com a balbúrdia e eu, que para ela não contribuía, fiquei sem o espaço também, quando já havia alcançado posição mais elevada.  No Portal, o autor tinha que ter vinte votos dos outros escritores para ter seu texto publicado.  Quando entrei, em 2008, o rigor era grande.  Uma dureza publicar algo, coisa que nunca tive o desprazer de experimentar: a recusa.  Fiquei no acervo, não deixa de ser algo. 
            E por qual motivo estou escrevendo tanto?  Gosto de textos curtos, diretos.  Simples.  Está ocorrendo o mesmo com o Recanto.  Se continuar vulgarizando a arte como está fazendo, será o próximo, em breve espaço de tempo, lugar onde nada mais postarei.  O site estará fechado.  

18 comentários:

Carmem Velloso disse...

Também era autora do Portal Literal. Foi uma perda lastimável.
Novata, não estou no acervo, como Jorge.
É pena e dá raiva que tenha acabado por causa de poucos cretinos!

Bjs. Carmem

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Uma pena mesmo, Jorge. Também passei exatamente por isso que você relata...
Abraços e parabéns pela lúcida análise.

Marco Bastos disse...

Bom dia, prezado amigo.
Para sobreviver, os Sites precisam ter uma visão clara de seus objetivos e atuarem em direção a esses objetivos. Se não houver coerência, a tendência predominante é que se transformem em sites de relacionamento social, satisfazendo vaidades. Isso afasta escritores que têm consciência do que fazem e o "ambiente" fica intolerável. A multiplicação de grupinhos medíocres que se auto-sustentam corrói e termina destruindo o site. Pena!. abrçs.

Célia Rangel disse...

Jorge, há sites que trazem cultura e rico aprendizado, sem dúvida alguma; no entanto há os que não fazem falta alguma, pelo contrário. Outros que só divulgam "cultura" se "vender" on line... Como cultura não dá "lucro" às contas bancárias de certas empresas, a internet caminha a passos largos para a "inculturação" tão somente... plantio realmente de boas sementes para a inseminação cultural. Qualquer "tosco bbb" tem mais visualização que sites culturais.
[ ] Célia.

Gato Vadio disse...

Bastaria um filtro qualitativo, mas o que acontece é que não interessa para a maioria dos administradores tamanho apuro com seu ofício. Ou os escritores de fato organizam-se em guetos de excelência ou então o fim da literatura virtual será mesmo o abandono geral. Abração, Xará!

Mardilê Friedrich Fabre disse...

Eu também publiquei em sites que terminaram. Em outros que continuam eu parei de publicar.Na minha visão, os sites entraram em derrocada depois do advento do blog. Abrs. Mardilê

IDERVAL TENÓRIO disse...

Meus amigos é muito bom quando um intelectual atiça fogo no barraco literário.
O que falta mesmo meus mestres são leitores, leitores que sustentem os sites,apesar de ser na Internet custa caro, leitores que comprem os livros e não empresas com fins puramente pecuniário. Nós que escrevemos nos contentamos com uma visita,um comentário ,uma prosa,agora tem que sobreviver. Exemplo maior-O Jorge, é muito culto,escreve bem,tem credibilidade ,tem livros nas livrarias e bons,pergunto :quantos já foram vendidos, tudo por falta de leitores .Fosse uma escrita chula,de baixo nível,livro que falasse de alguma celebridade estaria no cume da lista. O Zuenir,a Lygia,o Ferreira fazem parte dos resistentes e têm que resistirem, se estes sumirem, fechem as portas da literatura brasileira e leiam os dejetos americanos e outras baboseiras que enchem os pontos literários dos nossos aeroportos onde mais livros se vendem neste país.Os sites são pesados, custam caros, nós não somos comerciantes, cada um tem a sua profissão e a escrita é uma graça, uma verve,é um sacerdócio. Parabéns Jorge Sader Filho,você assanhou o vespeiro e parabéns para todos os escritores,todos ,tanto os tantos, como os menos tantos,como este que luta para aprender e está aprendendo,tenho alguns que gostam, leem,falam,criticam ,sorriem e difundem.Não quero mais do que isso.A minha preocupação é com a cultura Nacional.Acorda Brasileiros e escutem o meu Guru.Jorge Cortás Sader Filho

11 de julho de 2012 21:17

Maurilio Souza disse...

Site de internet está para a literatura como açougue para quem come carne, abre e fecha, é assim mesmo, não tem que ter surpresa.Maurilio Souza

Espelho disse...

É tudo por aqui, em termos pensantes, tem sua duração... Nada existe eternamente... A grande literatura já passou, o que resta, são uniões de frases, palavras que casam bem com os sentimentos atuais... E os sentimentos atuais estão com a direção em outro foco - dim dim à vista... Livros, perderam o lugar para sites... E os sites bons tb já dançaram - porque - o povo quer é rir muito e não saber de nada mais sério e de bom desenvolvimento pessoal...

Anderson Fabiano disse...

Ih, paeceirinho,

Pra comentar esse texto teria que escrever um tratado. rssss Mas, em resumo, poderia dizer apenas: somos uns desinteressantes!

Minhas desilusões com o Recanto, por exemplo, foram tantas que optei por cair fora.

Muita mesquinharia, muita "igrejinha", muitas perseguições, muito texto bosta sendo aceito como literatura, muita "galinhagem", argh!

Deixa eu ficar calado... rssss

Meu carinho,

Anderson Fabiano

Caio Martins disse...

Jorjge, nós mesmos tivemos a experiência, com o "Notícias" e o "Prosa e Verso de Boteco", atualmente desativados.
Na velocidade alarmante da rede, nada mais natural que portais comunitários surjam e desapareçam e que poucos se perpetuem.
Méritos há, então, para sites como o Vote Brasil, há quase dez anos na luta, contra vento e maré, e do qual participamos como colunistas políiticos (e polêmicos) há pelo menos seis.
Não sendo a literatura ofício coletivo, mas estritamente individual, vejo com prazer a permanência de blogues como o seu, de conteúdo positivo, que prima pela simplicidade e autenticidade. Considere-se um vencedor, receba meu forte abraço e a certeza de que continuaremos empurrando pedra ladeira acima... para baixo, elas rolam sozinhas.

lino disse...

É pena!
Abraço

Dolce Vita disse...

Olá Jorge,

Espero que não aconteça com o RL. Acho que o site oferece uma grande oportunidade a todos que desejam expor suas criações literárias.

Bjs

Pedro Jorge disse...

Jorge, estes sites literários não atendem ao fim que se destinam. Daí aparecerem tantos gatos fantasiados de lebres. Conheço bem o Recanto. Uma das ótimas autoras comenta a postagem, Dolce Vida.
Mas Antonio Serpa e Gilson Marques são fakes. Peça a Google o IP deles, ou dele e divulgue.

Abraço. Pedro

Rita Lavoyer disse...

Nossa, que difícil até comentar sobre. Por isso fico com o meu bloguinho, aliás blog é bom por isso, ele tem a cara do dono.
FIQUE, for favor, com o seu blog, gosto de vir aqui para vê-lo kkk

Eduarda Krass disse...

Conferi o acervo do Portal com as crônicas e contos do seu livro.
A maioria está lá, devidamente arquivada, parabéns!
Pé frio nada! O Recanto e o Portal tem mais é que agradecer suas postagens, são muito ricas.
Espero que o Portal volte, mas não acredito. Perdi a chance, só publiquei um texto e logo após fechou.
Beijos.
Eduarda

marcia disse...

É uma pena que isso aconteça...bjus

Maria Luzia Fronteira disse...

Este seu texto é pequeno e claro como tantos outros vc escreve. Quanto aos tais sites my friend também já estive e gostava muito de escrever e comentar, não saí por nada de especial apenas porque senti necessidade de sair...confesso que esporádicas vezes sinto saudades dos meus amigos(as)dessas redes...por acaso no momento estou numa rede e quando posso comento mais do que edito, acho que tenho apenas 1 ou 2 textos meus nessa rede.
Abraços
Manuela