terça-feira, 16 de outubro de 2012

O inevitável


                                     

            O julgamento do mensalão pelo STF ainda não terminou, mas as consequências, diga o que quiser o PT, o estrago está feito.
            Com a condenação, ainda sem pena aplicada aos principais dirigentes do partido, houve um racha inevitável, todos estão fugindo da banda podre, e a primeira foi a Presidente da República, que não duvido nada funde com outros membros descontentes outra agremiação política.  Afinal, pertencer a um partido que era e ainda sofre grande influência de homens que estão sendo chamados de marginais, o que eles são na verdade, pois traíram a confiança de um povo que os elegeu, é ato muito desconfortável.
            Não interessa o resultado das eleições municipais.  O povo ainda não compreendeu o esfacelamento do PT.  Como dizem, ainda não ‘caiu a ficha’.
            Houve sim uma corrupção desmedida no governo Lula, que é hoje um dos 1.200 homens mais ricos do mundo, segundo a revista Forbes, especialista nas ‘fofocas’ desta área.  Seu filho e irmão fazem parte da lista, e são mais ricos.  Não me perguntem como, não sou policial, nem membro do Tribunal de Contas da União ou mesmo Fiscal do Imposto de Renda.
      O trabalhador ainda não teve como saber com detalhes o que foi decidido no Supremo, não pode acompanhar o julgamento, está praticando ato do seu ofício, garantindo o sustento da família.  Não está alienado, como Lula afirmou taxativamente que o povo não está preocupado com o julgamento do mensalão, mas com o rebaixamento do Corinthians.  É a sua eterna tática, tentar imbecilizar o operário brasileiro, o que fez com sucesso muito tempo, mas não se ilude o povo eternamente.

Alguns querem fazer acreditar que a eleição para prefeito de São Paulo vai mostrar a força do estraçalhado PT.  Esquecem que Serra é um eterno perdedor e que Dilma já acenou com mudança no partido, passando para a ‘banda boa’ ou mesmo, com já se disse, fundando outro.  Salve-se quem puder...
     


10 comentários:

Rita Lavoyer disse...

Salvar?
Ainda que aconteça essa fusão, estarão lá dentro, os que não foram pegos com a mão no saco... de dinheiro, como se diz aqui em Araçatuba.
Ainda existem coisas mais podres para serem descobertas.
Isso, de mensalão, é apenas uma bolinha de gude no buraco da sinuca.
O rombo... Hum... camada de ozônio ficou para trás.
Deus que nos livre...

Sueli Fajardo disse...

Acredito que a nossa democracia somente poderá se efetivar, quando a justiça também se efetivar. Isso em tudo, porém, é imprescindível que se comece pelos nosso representantes, já que se trata de democracia. Temos de estar mais atentos às nossas escolhas e cobrar, dos eleitos, as promessas feitas em campanha. Temos de aceitar a honestidade como algo inerente ao caráter humano, não como se fosse uma condição apenas para alguns. Ser honesto é uma obrigação, não uma vantagem ou uma desvantagem para alguém.Temos de melhorar como seres humanos que somos.Não há mudança em uma sociedade que não se comece com cada um, em particular. É isso, meu amigo. Seus textos são sempre muito críticos e tocam, na medida certa, em assuntos que precisam ser explorados, para que se encontre uma forma de melhorarmos o nosso tão amado país.É por meio da reflexão e, em seguida, da ação que conseguiremos a mudança.Parabéns.

Caio Martins disse...

Meu caro amigo, lutamos duramente para restaurar o regime democrático, mas não o suficiente para garanti-lo. É fato que esse partido pretendia ser o único a dominar o país, ranço totálitário de teorias vindas de ideólogos e teóricos trotskistas e gramscinianos. Aparelharam o Estado para pô-lo a seu serviço, e aplicaram políticas fascistas de mistificação das massas, via populismo descarado.
Mas, a casa ainda não caiu. Para as multidões, que raciocinam com as tripas, qualquer migalha é um banquete. Há muito o que fazer, pela frente. Belo artigo!
Forte abraço!

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Essa do Lula, do filho e do irmão na lista dos 1.200 mais ricos pra mim é a pá de cal definitiva. De onde veio esse dinheiro? Herança de família? Grande manifesto, Jorge. Abraços.

IDERVAL TENÓRIO disse...

Brasil 2014 -
Nem mesmo a poeira se assentou já se fala EM 2014
Serra,Lula,Dilma,Cabral,Aécio, Eduardo Campos, Kassab? Vagner ,Joaquim Barbosa?.
Como se falar em Jaques Vagner se o mesmo já queimou todos os seus cartuchos e depois de assumir o segundo mandato como governo da Bahia titubeou em vários segmentos?.

O Sergio Cabral ,governador do Rio de Janeiro,estava sendo preparado para o páreo, no decorrer do mandato ,mostrou despreparo ao assumir diversas posições em público,foi o caso do projeto sobre o aborto,da polêmica sobre a maconha e do despreparo diante de fatos graves como a greve dos Bombeiros no seu estado.
O Gilberto Kassab ,do DEM para o PSDB e agora no PSD , mostrou bom preparo administrativo mas, não conseguiu emplacar o seu nome nacionalmente, para 2014 já é carta descartada, prova maior é a dificuldade do Serra em São Paulo para se eleger PREFEITO, grande nome,não consegue se definir, hora com Dilma, com o Aécio, com o Serra . KASSAB está perdido e indefinido,uma vez seja leito pelo PSD ao governo do Estado de São Paulo em 2014,lá está um forte candidato para 2018.
Aécio ,grande nome,tem história,tem passado,tem experiência no executivo ,faz parte da dobradinha histórica café com leite,foi um grande presidenciável,nos últimos tempos tem pisado na bola por diversas vezes,acredito que não tem percepção de voto e de povo brasileiro ou está mal orientado,totalmente fora da rota. Como o presidenciável Serra ,também pede ,teve e tem o apoio do DEM,parece que esqueceu o que fez o Ciro ao beijar a mão de um grande Cacique e cair vertiginosamente na não graça do povo, o povo não gosta de coronelismo ,quer ganhar uma eleição, fuja dos coronéis , dos seus aliados e dos seus descendentes.
O José Serra grande brasileiro,grande homem,homem que tem a maior vontade de dirigir esta nação,seria se não fosse tão distante do seu povo, se não fosse tão intelectual e formal, além destes pontos comete e cometeu o mesmo equívoco do Aécio,a aliança com o DEM,quer ser eleito fuja deste grupo, o povo quer distancia,o DEM é sinônimo de coronelismo,não sai da cabeça do povo os homens que dirigiram a nação por mais de 40 anos, por mais que digam que não são deste grupo ,que ouve mudança,que são novas cabeças, o povo não aceita,tanto é verdade que provavelmente se diluirá após pleito 2012,sofrerá uma implosão e não se sabe como ser posicionarão os seus egressos . Mesmo que ganhe em São Paulo o Serra continuará o Serra,osso duro de angariar a simpatia do povo, condições de dirigir a nação não lhes faltam.

O Lula, este já foi imbatível, hoje muitos já não o aceitam como milagroso, já governou por 08anos, fez um bom governo, além da capacidade inquestionável, pegou parte do seu projeto planejado e efetuado pelo grande Fernando Henrique Cardoso, Presidente este que no futuro até nós que votamos na oposição por muito tempo, iremos lembrar como um dos maiores presidentes da Nação Brasileira, sem bairrismo, sem rancor ou mesmo sem a vergonha de falar, grave o que estou dizendo,não sejamos bobos de esconder este fato. O Lula não será candidato, não concorrerá e nem quer ser Presidente outra vez, o Lula é Nordestino e tem juízo.

O Joaquim Barbosa, grande brasileiro,este não tem a menor vontade de ser presidente e é um grande nome no poder que ocupa para o bem do Brasil,que apareçam novos Joaquins, da Silva,Pedrosa, Pereiras,Alves,Santos,que apareçam e logo.

Sobraram Dilma Russef e o Eduardo Campos, ambos são jovens, tem força, tem gabarito , tem capacidade ,estão do mesmo lado e eu não tenho a menor dúvida, daí sairá o próximo Presidente e jamais serão opositores, se aparecer um novo candidato ,os dois se unirão e colocarão abaixo qualquer pretensão de vitória.

A Presidência da República continuará com o PT ou com uma sigla a ele acoplada : o PSB,agora o PSB limpo,o novo PSB, o PSB progressista, o PSB de Lídice,do Eduardo Campo e não o PSB de alguns caciques perdedores e que pulam de acordo com a sua conveniência sem ouvir o povo. Que venha e vença o melhor para o Brasil, é a vontade de todos.
.
Iderval Reginaldo Tenório

Célia Rangel disse...

Uma luz no fim do túnel... Será? Quero ver o meu país realmente livre do "jugo" desses larápios de terno, gravata e poder!

..."Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil
Já raiou a liberdade,
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil..."
Abraço pela dignidade de seu artigo, Jorge!
Célia.

marcia disse...


Jorge,apesar da bandalheira, existe quem pensa, e quer o país governado com dignidade e lisura..
Ótimo artigo....bjus

Anderson Fabiano disse...

Jorjão,

vou voltar com calma pra jogar mais lenha nessa fogueira, pois, desde quando "li" alguns movimentos dessa camarilha estou tentando alertar a rapaziada. Estou até com um livro rascunhado contando a história (sem glamour) dessa agremiação. Sua origem, formação e objetivos.

Por enquanto fiquemos com a máxima popular: Quando os barcos afundam, os ratos são os primeiros a dar o fora.

Meu carinho,

Anderson Fabiano

Marco Bastos disse...

Democracia sem autonomia dos poderes; população politicamente ignorante, ávida por pequenos benefícios; excesso de partidos sem representação, manipuláveis através das coligações; centralização das arrecadações na esfera Federal, com Estados e Municípios pobres; discurso demagógico dirigido a um povo que passou por uma ditadura, deu no que deu: o País passivo diante do aparelhamento de suas instituições, vulnerável a um bando de espertalhões que na sua ganância solapou o próprio partido, ameaçando-o de desaparecer - o discurso atual é o que há de mais vazio e anacrônico.
Acho lúcida a sua crônica.

Mardilê Friedrich Fabre disse...

Acredito na sabedoria popular que nos é transmitidada via oral por meio de adágios, provérbios, ditados, etc. "Pode-se enganar a todos por algum tempo, pode-se enganar alguns por todo o tempo, Mas não se pode enganar a todos todo o tempo..." Abrs Mardilê