domingo, 8 de junho de 2014

O Brasil vai mal, desculpe

 
            Quando era chanceler na ONU, Oswaldo Aranha sempre que cumprimentado respondia “o Brasil vai bem, obrigado”.  Já escrevi isso não sei quantas vezes, e vou continuar escrevendo, sou discípulo de Nelson Rodrigues desde o ginásio, e o nosso teatrólogo maior adorava uma repetição.
            Vou fugindo do assunto propositadamente.  Escrever falando o que sente da pátria no momento dói.  Mas estou velho no assunto, tenho que enfrentar.  Explico: a coisa vai mal. O povo deseducado, os políticos cada vez mais omissos, ou até mesmo maldosos demais. 
            Estamos a poucos dias do início da Copa Mundial de Futebol. Normamente, o brasileiro fica numa euforia gostosa de se ver.  Coloca enfeites nas ruas, pinta a bandeira no asfalto, as prefeituras dão prêmios aos lugares mais bem decorados, é tudo uma alegria só.  Aqui, como se não bastassem os estádios superfaturados que não servirão para nada quando os jogos terminarem, o aeroporto de Brasília ficou inundado com uma chuva comum. Ainda não está totalmente construído, mas o telhado deixou passar muita água. Ora, construir um telhado é fácil.  A gente fica com medo da estrutura do prédio.  Se o telhado não vai bem, e o resto?  Faz pouco tempo, coisa de dias, que um cidadão morreu de enfarte por falta de atendimento.  Em frente ao Instituto Nacional de Cardiologia!
            A presidente diz que tudo vai bem.  Que nada vai cair.  Esperamos que sim.  Enquanto isso, ela baixa um decreto criando ‘comissões populares’ para votarem leis.  Não se entende.  Quem legisla é o Congresso, eleito pelo povo, e não comissários nomeados, ganhando sabe-se lá quanto.  Um deputado não custa menos do que cinquenta mil reais por mês, fazendo as contas por baixo. O salário mínimo gira em torno de pouco menos do que mil reais, ou seja, o parlamentar ganha cinquenta vezes mais do que um operário sem qualificação profissional.  Não vai fazer mais nada, as ‘comissões populares’ vão assumir esta responsabilidade?  Diante da lei, esta criação é um absurdo dos maiores, a Constituição veda tal procedimento, que é uma afronta ao Legislativo.
            Inflação crescente, educação cada vez mais precária, alunos agredindo professores, a guerra do tráfico matando uma média de vinte pessoas por dia, entre bandidos e policiais, o número já supera muito a Guerra do Vietnã – diabos, onde o Brasil vai parar?
            O mais interessante é que mais de setenta por cento da população quer reformas, mas a presidente continua liderando as pesquisas eleitorais. Dizem os entendidos que o seu governo foi o pior que o país já teve, desde as Capitanias Hereditárias.
              

Publicado no Pravda de 7/6/2014  http://port.pravda.ru/news/desporto/08-06-2014/36879-brasil_copa-0/

13 comentários:

Anderson Fabiano disse...

Sabe, Jorjão,
Eu deveria ter estudado menos, lido menos, me interessado menos e amado menos o meu país... não sei, mas creio que assim, conseguisse ser mais feliz nessa reta final de existência terrena.
Me lembro que fiquei emocionado quando, em Paris, vi Torre Eiffel ao fundo, emoldurada pela janela da sala onde falava para empresários franceses... lembro como era fácil reunir forças para levar porrada nos anos 60, tentando um Brasil melhor... Como era bom ser brasileiro...

Meu carinho,

Anderson Fabiano

Tais Luso disse...

Não, a alegria nas ruas não existe, o pouco que existe é falso, uma tentativa de alegrar alguns coitados. Os hospitais apodrecendo, tiro pra tudo que é canto, escolas sucateadas... Até a 'pipoca' está superfaturada, imaginem o resto! Que loucura isso.
Gente morrendo com cirurgias marcadas para 2 anos de espera. Vergonha, vergonha.
Abraços.

Célia Rangel disse...

Olhe Jorge... sequer temos UTIs para internarmos o "Brasil"... tudo está sucateado... Ai me lembro de "Brasil... meu Brasil brasileiro... vou cantar-te nos meus versos..." Ary Barroso. A letra é de uma poesia repleta da cidadania, da alegria que perdemos, infelizmente...
Abraço.

Rita Lavoyer disse...

Nossa, Jorge! Quanto eufemismo! "dói", "vai mal", "deseducado,omisso, maldosos" - até aqui vamos lá... MAS:
" decreto criando comissões populares"
é para arrancar com as mãos os cérebros de quem não quer mais ver essa coizinhazinha de presidenta na frente.
Vai daí que eu também não confiou no adversário político dela, mas... entre os males: que suma essa doninha.

petuninha disse...

Olá, Jorge.

Muitos absurdos vêm acontecendo em nosso país há um bom tempo.Percebemos grande quantidade de brasileiros conscientes sentindo muita tristeza e incerteza sobre o futuro.
Patriotismo é um importante sentimento. Nós, que o sentimos e vivemos, sofremos muito. Será que as novas gerações tiveram estas lições de amor e respeito à Pátria e a todos? Surgem perguntas que maltratam, como: - O que será de nosso país num amanhã que está tão próximo? O que será da "Pátria Amada, Salve, Salve?" O que podemos nós brasileiros fazermos diante de todo este descalabro? Já ouvi algumas vezes alguém dizer: "Quando algo está muito mal, é porquê está perto de melhorar". O que há de verdade e de lógica neste ditado? "Quem viver, verá".

Caio Martins disse...

Jorjão: o Anderson, a Taís e a Célia, disseram o que há a dizer representando o desabafo dos justos que, por estes brasis, sabem mais que meramente escrever um "O" com o rabo. São o louvável, o esperado, o desejável.
Mas, estando nessa guerra libertária há meio século, fico com a Rita, representante da ira dos justos: fora não só com a fulaninha, porém, com toda a canalha neo-fascista que a comanda! Certo?

Efigênia Coutinho disse...

Não preciso repetir, basta citar:
Anderson, a Taís e a Célia, que já disseram tudo, e somente acredita em pesquisa sobre a Presidenta,
o analfabeto, o Governo nunca esteve tão em baixo como desta vez, e vem coisa pior!
Gostei da sua Crônica,
Efigenia

ॐ Shirley ॐ disse...

Como diria o Boris Casoy: "Isto é uma vergonha!"
Jorge, beijo!

Carmem Velloso disse...

Diante de tudo o que li, sua crônica, Jorge, e os comentários de todos, acaso posso ser otimista? Claro que não.
Foi longe demais!
Beijo.
Carmem

Vera Fracaroli disse...

O artigo mais lúcido que li nos últimos tempos com referencia a desadiminstração
do pais, a roubalheira do pt e as quadrilhas que se apossaram do Estado brasileiro.
Parabéns Jorge , pelo artigo tão real e atual sobre a situação política
brasileira. O país vive um verdadeiro caos e com uma corrupção institucionalizada
promovida pelos petistas no poder. Esperamos sua mudança.
Oremos por isso.
Um abraço!


Manuela Mourão e Silva disse...

Parabéns Jorge , pela artigo tão real e atual sobre a situação política
brasileira. O país vive um verdadeiro caos e com uma corrupção institucionalizada
promovida pelos petistas no poder. Vamos mudar! tirarmos a corja, será um bom começo tenho fé e estamos apostando no nosso mineiro querido.
Contudo, Aécio vai pegar um rabo danado. Até ele colocar o Brasil em ordem,
vai penar. Que tenhamos calma e nos juntamos a ele com suas ideias e estratégias
em legado politico deixada pelo seu avô e seu merecimento pessoal e de grande porte e valia
desde tenra idade e brilhantismo.
Boa sorte, seja bem vindo.
Sei que será na próxima segunda a reunião em Sampa para fechar com a presidência, até lá...
Parabéns pelos gêmeos tão esperados e queridos, vocês merecem! merecem!!!

Maria Coelho disse...

Alguém pode me explicar o que a rede Globo pensa da gente?! Estão tentando nos enfiar goela abaixo um "patriotismo futebolistico". Claro que vamos torcer pela seleção, que gostamos do esporte e que gostamos do nosso país, mas manipular uma situação por interesses da emissora e usar pessoas de renomes para isso, é um pouco demais. Fica fácil perceber que no Brasil a bola da vez é sempre a verdinha... abraço

marcia disse...

Tudo já foi comentado em sua crônica calo,e espero..Bjus