domingo, 18 de maio de 2014

Caça às bruxas

       
             O povo brasileiro não está passando pelos seus melhores dias.
            Ao contrário; parece que a raiva, o ódio e a violência tomou conta de quase todos nós.  Tem explicação?  Parece que sim.
            A menos de quinze dias uma mulher foi linchada.  Acusada de feitiçaria e sequestro de crianças, que serviriam como oferenda aos deuses do mal, foi denunciada na internet e encontrada pelo povo.  Alguns que participaram do massacre foram presos, mas não devem pagar pelo crime, que foi cometido pela multidão.  Neste caso, por ser desconhecido o autor do resultado morte, os réus, quando poucos, são sempre absolvidos, pois não podem ser responsabilizados por crimes onde foram inúmeros os autores, cada um contribuindo com uma lesão, que somada a outras, causam a morte.
            Descobre-se agora que a mulher era ligada a um bandido.  Sabia de dinheiro guardado, produto de crime, e furtou a quantia.  Um ato idiota.  Os bandidos, não querendo tomar parte na sua morte, inventaram toda a história de magia negra e sequestros e passaram adiante.  Descoberta, até mesmo um ferimento com garfo no olho levou.  A cena foi filmada e mostra a mais completa selvageria.
            Não fica nisso.  Veículos têm sido incendiados com repetição nas ruas do Rio e São Paulo, principalmente.  Cresce assustadoramente o número de assaltos, mortes, tráfico de entorpecentes, a inflação novamente está aborrecendo o povo, com os índices bastante maquilados pelo governo, a água é pouca pela falta de chuvas e, em consequência, a produção de energia elétrica também.
            Os protestos contra a realização da Copa de Futebol aumentam, as obras superfaturadas ainda não estão concluídas e estão previstas sucessivas manifestações durante o torneio, que pode não se realizar ou mesmo ser interrompido, por falta de segurança.
            Enquanto isso, são cada vez menores os investimentos em saúde e educação, esta considerada uma das piores do mundo.  O país nada tem de positivo, inclusive a Petrobras, antigo orgulho nacional, passa pelas maiores dificuldades, apresentando prejuízo um após outro, fora os escândalos de negócios escusos feitos pelos responsáveis, que vem sendo apurados pelo Congresso e Polícia Federal.  A famosa refinaria falida de Pasadena, nos Estados Unidos, valia pouco mais de quarenta milhões de dólares e foi comprada por mais de um bilhão e duzentos milhões, na mesma moeda.  A desculpa foi terem assinado o contrato de compra sem saberem de duas cláusulas.  Ridícula!  Isso seria irresponsabilidade das maiores, e criminosa também.
            Viramos um país de bandidos e um território criminoso?
            Dizem os jornalistas especializados em política que antes da tomada do poder pelos militares era muito semelhante a esta.
            Sou testemunha.  Agora está muito pior, sem comparações.  Não quero, de forma alguma, passar oura vez por regime de força!
 

Publicado no Pravda.  http://port.pravda.ru/news/sociedade/14-05-2014/36762-bruxas_brasileiro-0/

10 comentários:

Célia Rangel disse...

Jorge! Você tem todas as credenciais de vida e de entendimento real pela sua vivência dos fatos. Também vivi, em tempos de estudante, quando não tínhamos freio algum,a ditadura militar. Horrível! Não gostaria de forma alguma retornar a esse regime ditatorial. Vejo que, hoje, a pior das manifestações é a da mente obnubilada. Perdemos até a condição do exercício de cidadãos. Até quando?
Abraços.

Efigênia Coutinho disse...

Sabe Jorge, você é uma pessoa que tem boa cultura geral, e quando se propõe a fazer uma analise dos acontecimentos em nosso País, sabe tocar na ferida com precisão, onde vamos vivenciando cada sentido de sua crônica. Assassinaram brutalmente aquela senhora, e agora acham desculpas para tudo? A violência tomou conta pelo Brasil todo, e vem mais ai, o povo esta revoltado , com razão!
Abraços,
Efigenia Coutinho

Tais Luso disse...

Não lembro de uma época mais violenta do que essa, o povo se matando com tanta crueldade. Perdeu-se o rumo das coisas. Isso tudo é o resultado de uma justiça ineficaz. Só se vê o povo pedindo justiça e saúde. E pagando altos impostos pra não ter garantia nenhuma. Nem para trabalhar. Estou descrente, mas nem penso num regime de força pra coisa alguma!
Ótimo texto, Jorge. Como sempre.
Abraços.

Caio Martins disse...

Meu amigo, parabéns... diga onde assino junto. Vivemos, hoje, o império da canalhice e da ferocidade, da imbecilidade e violência, da covardia e do anonimato. É o "jeito de governar" das quadrilhas no poder, cujos resultados inaceitáveis levarão décadas para serem sanados, infelizmente.
Ganhamos a batalha contra a ditadura, mas estamos perdendo a guerra contra a imbecilidade humana... Forte abraço!

petuninha disse...

Olá, Jorge!
É lamentável o terror que assola o nosso país. Violência, assassinatos, balas perdidas, roubos dos cofres públicos, etc.
E vêm por aí a Copa e as eleições.
A saúde e a Educação estão piores a cada dia.Apresenta-se uma inflação. As pessoas que tem um pouco de consciência estão bem preocupadas com tudo isto.
Sua crônica está ótima, como sempre. Bem esclarecedora.
Beijos.

Vera Fracaroli disse...

Boa noite meu amigo Jorge, sua Crônica passa o caos que o nosso Brasil esta enfrentando, muita bandalheira, e sem pudor e vergonha, o povo covardemente é encostado na parede de sua moral e bons costumes, não sabemos onde isto tudo vai parar.
Vamos aguardar e pedir a Deus um milagre.
Um abraço de muita fé e esperança!

Manuela Mourão e Silva disse...

Caríssimo amigo,
A coisa esta cada vez pior do que se sabe, sua Crônica esclarece muito bem esta fase infernal que estamos passando no nosso pais.
É lamentável tudo isto,
E o pior é que vem muito mais por aí.
É assombroso o descaramento desses políticos querendo insistir
nas falcatruas em amedrontar os nossos eleitores, que diga-se de passagem votaram mal, agora é chorar o sangue derramado, esperando um grande milagre acontecer?
Um abraço!

Anderson Fabiano disse...

Jorjão,
Bem sabemos que a derrubada do Jango obedeceu a interesses norte-americanos e a mão do IPES foi determinante para criação daquele Brasil de caos que deu origem ao golpe militar, sob a nuvem de fumaça de que o governo estava entregando o país para para extinta URSS.
Temos agora um quadro bem pior que aquele e não está muito claro (ou está?) a que interesses esse "desgoverno" estaria atendendo e se não fosse o visível sucateamento das Forças Armadas, talvez os tanques já houvessem saído dos quartéis.
Lembramo-nos, muito bem do desastre que foi para a Cultura brasileira, por exemplo, aquelas baionetas caladas fechando o Congresso e nos mandando para casa e não queremos aquilo de volta. Mas, o povo continua se deixando iludir com a Copa da FIFA, os dribles do Neymar e a falácia palaciana. Resta-nos cerrar trincheiras e resistir com a caneta e o verbo que são as armas que nos restam.
Meu carinho,
Anderson Fabiano

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

É, meu caro Jorge, o ambiente está estranho... muito estranho. Deus nos guie e nos ajude! Abraços.

Carmem Velloso disse...

Jorge, tenho visto sua opinião sobre o boicote da Copa. "Agora que a gastança foi feita, não adianta mais nada, o negócio é torcer".
Também acho assim!
Beijos
Carmem