domingo, 11 de maio de 2014

Casarão

 

            Lanço hoje a minha mais nova publicação impressa.  É com muita satisfação que faço isto, pois só havia sobre a forma de e-livro, editado pela Amazon.
            Ao contrário do que estou acostumado a escrever em crônicas, contos e mesmo textos maiores, “Casarão” não é um livro comum. 
            Nada tem de revolucionário, ou inovador na literatura.  Apenas é um livro pequeno, de noventa páginas, onde através de seguidos artifícios obrigo o meu leitor a pensar na sua verdade.  Onde ela está, não tenho a pretensão de afirmar.  Cada um tem a sua, nada sou para indicar caminhos.
            Nossa busca é interior, e sem ela, segundo acredito, uma vida fica bastante sem sentido.  Jamais duvidei que o conhecimento de si mesmo é a chave mestra que abre todas as portas do conhecimento, da compreensão, da tolerância, enfim, de toda a Vida.
            Não pretendo fazer literatura aqui.  Simples razão: não é cabível.
            Deixo ao meu leitor esta tarefa.  Espero que tenha dado certo.


Link: http://www.protexto.com.br/livro.php?livro=643
 

 

19 comentários:

petuninha disse...

Parabéns, nobre escritor.

Estou a ler o seu livro, ""A Regra do Jogo"". Gosto da sua Literatura, estilo, forma e conteúdo.
Lerei com prazer ao Casarão.
Sucesso.
Abraço.

Marco Bastos disse...

Parabéns, prezado Jorge. Sua literatura é inteligente e sempre muito agradável. Sucesso. Casarão é um bom livro!
abraços.

Célia Rangel disse...

CASARÃO
Misto de história de uns tempos em que a singeleza e a educação primavam como conteúdo fundamental no humano. Um romance filosófico, que tece comparações sociológicas do ontem e do hoje. Traça-se perfil do homem nativo, das origens de todos nós.
Narrativas tão bem encenadas que reporta-nos o cheiro e sabor de um CASARÃO com alma em suas leituras.
Jorge, exímio autor, consegue terminar sua história, sem dar um fim legitimado ao CASARÃO, que, envolvido foi do poético - com toda sua poesia amorosa da vida - ao cotidiano de seus personagens, suas aventuras, sabores e dissabores. Leitura marcante. Recomendo, pois li e gostei.
Abraços,
Célia.

Rita Lavoyer disse...

Com uma apresentação dessa,feita pela Célia, não há como ficar indiferente à obra. Quero um exemplar. Sucesso!!

Ronilda David/Loubah Sofia disse...

Já irei tratar de comprar meu exemplar!

Congratulações Jorge,tua escrita é singular e ler o Casarão no papel vai ter quanto a mim um sabor especial.

Sucesso Caro Amigo,um abraço e boa semana.

Caio Martins disse...

Vale a pena ler e reler, obra imperdível! Valeu, Jorge!

Marineide Dan Ribeiro disse...

Parabéns por mais esta empreitada! Sucesso!
Espero que você tenho um feliz dia das mães!
Um domingo maravilhoso e uma semana cheia de paz!

Selma Barcellos/Bloghetto.com.br disse...


O tema é fascinante e os comentários aguçaram minha curiosidade.
Sucesso!

Anônimo disse...

Já tenho a versão eletrônica aqui comigo, qie ainda não tive o prazer de ler. Sucesso ao filho físico, Jorge!

Ana Bailune disse...

Parabéns, Jorge, por mais este lançamento. Desejo-lhe todo o sucesso do mundo!

Carmem Velloso disse...

Li o original, pois fui revisora. No rio de Jorge você sente frio, nas comidas o sabor, participa das conversas, rezas, mandingas e sente temor no final, mas ele ainda é muito distante.
Ou não, pode acontecer a qualquer momento?
Bjs. Carmem

Manuela Mourão e Silva disse...

Parabéns, li o Casarão, gostei da sua maneira de contar e sentir tudo que escreve, nós leitores, pelo menos eu, senti até o cheiro do cafe
passado na hora, fresquinho e quente, cada detalhe, tudo muito real, bela imaginação e pensamento,um livro que deixa sabor de quero mais, de vez em quando vou
reler e senti esta história que nos passa um pouco da realidade da vida.
Beijos Jorge, sucesso.

Vera Fracaroli disse...

Boa noite caro amigo Jorge.
Primeiramente vim aqui te parabenizar por sua ousadia,que não satisfeito da versão eletrônica que tenho ele aqui, diga-se de passagem já li e reli,vou tratar de comprar o exemplar que terá um belo sabor de manuseio especial.
Adoro sua literatura inteligente, seus personagens são vivos e expressivos, enfim,a nossa participação é certa e sentimos que o Casarão aconchega e fazemos parte desta história com lances reais que acontece na nossa realidade. Sucesso sem fim em outros trabalhos,abraços!

Tais Luso disse...

Parabéns, Jorge!
A capa está um luxo. Muito sucesso com O Casarão! Vou clicar no link.
Ressalto o ótimo comentário da Célia!
Quero agradecer, também, o seu comentário.

Grande abraço.

cristinasiqueira disse...

Querido Jorge,

Desejo- lhe sucesso neste caminho aberto na intimidade do silêncio com que nos desfrutamos,o que lê e o que escreve.Gosto de lê-lo,sabe-lo,chegar junto e sentir o respiro das letras,as indagações da pesquisa,o vôo da mente.À leitura...bjs

Cris

Maria Coelho disse...

Ainda em dívida com você... Ficou belíssimo o livro! E o teu estilo agrada-me pela precisão das palavras. Fico muito feliz pelo novo trabalho!

Ingrid Souza disse...

Parabéns, meu amigo e sucesso, sempre!

Anderson Fabiano disse...

Jorjão,

O que mais me fascina no seu texto é essa fantástica capacidade de ser frio, pragmático e objetivo nos textos políticos e lírico, sonhador e romântico nos textos de tema livre.

Você sonha como as crianças e é inflexível como um analista calejado.

Você é grande, meu irmão. Muito grande! O mundo precisa saber disso. Torço pelo Casarão, como torço por todo texto com que você nos brinda.

Tenho especial prazer por ser seu amigo.

Meu carinho, (sempre)

Anderson Fabiano

Mardilê Friedrich Fabre disse...

Gostei da ideia. Já li, mas teria degustado mais se tivesse lido impresso. Continuo a pensar que o livro impresso é melhor de ler e reler. É permanente. Abrs. Mardilê