quarta-feira, 24 de março de 2010

Equinócio de outono

Quaresma













Não sei a opinião de vocês, mas a palavra equinócio é bastante sonora aos meus ouvidos. Significa igualdade entre dia e noite, o que ocorre na entrada da primavera e do outono.
Normalmente, o equinócio de outono no hemisfério Sul, ocorre no dia 21 de março. Estamos vivendo o primeiro dia da bela estação, com suas características próprias. Passamos um dos piores verões este ano de 2010. Só um pais foi mais quente: Guiné. No Brasil, a temperatura foi bem mais alta do que no deserto de Saara, e daí todos podem imaginar o que sofremos.
Mas chega para resgatar nosso bom-humor, saúde e alegria a estação que amarelece as folhas, traz bons frutos, tem clima mais seco e temperatura agradável, convidando às caminhadas, a ver e sentir a natureza e perceber um céu mais transparente. A flor que tão bem caracteriza a estação é a quaresma, que religiosamente no Cristianismo é prenúncio da sua festa máxima, a Páscoa. Os dias são mais alegres, o Sol tem outro brilho e nosso organismo agradece. Maio está próximo, e sem dúvida é o mês mais bonito do ano.
Bem-vindo seja, equinócio da temperança! Os amores vão florescer, os que já existem vão aumentar e poderemos aproveitar melhor nossos dias.

9 comentários:

Caio Martins disse...

É o tempo da colheita, Mestre Jorge. É o tempo de "quentar o sol" e, principalmente, ganhar um tempo com os amigos numa mesa de boteco, contando estórias e rindo da vida... Bela homenagem.

Márcia Cristina Lio Magalhães disse...

Gostei do texto!
Eu adoro o Outono/Inverno... E apesar de acabar de desembarcar em Fortaleza CE cidade mega quente de sol escaldante, tenho que admitir, sinto saudades dos dias de friozinho em São Paulo, só pra ter a desculpa de ir ao Anália Franco saborear um apfstrudel com capuccino na Ofner...

Amplexos,

Márcia

Ps: Obrigada pelo coments em meu blog, volte mais vezes...

Anderson Fabiano disse...

menino, vc anda apaixonado...
pois, vc, como o outono traz-nos uma releitura da natureza, deitabndo letras tão gostosas de se ouvir...

meu carinho, parceirinho,
anderson fabiano

ps: depois de muito relutar, criei um esconderijo novo. só pras crônicas e contos: http://letras-profanas.blogspot.com
quando estiver de bobeira, dá um pulo lá. o cafezinho é grátis
abçs,

Pedro Jorge disse...

Um trabalho romântico, sensível.
Aprecio quem sabe escrever forte e suave, um fato não comum.
Parabéns.

Celso Panza disse...

Excelentes imagens "velho turco", equinócio, como também o solstício, presença do Criador na natureza, no último a celebração da festa do Filho de Deus, festa da luz, de Mitra, achado pelo catolicismo para festejar o natal, nascimento de Cristo. Quero celebrar neste espaço, só seu, uma dádiva de seu pensamento, que deve ganhar amplitude "os justos não são apenas filhos de Deus. São Ele mesmo, e é preciso que isto seja reconhecido." Estamos reconhecendo, com imenso prazer e confortados, seu reconhecimento nesta data do equinócio.
Meu abraço. Celso Panza
.

Anônimo disse...

Texto terno e forte e sensível... Outono é lindo com suas folhas caindo,assim como uma despedida..De uma beleza triste...
bjus.......Marcia

Márcia Sanchez Luz disse...

"Bem-vindo seja, equinócio da temperança!"

Coisa bonita, Jorge! Você entrou ainda mais poético nesta nova estação.
Parabéns.

Beijos

Márcia

experimental disse...

Amigo Jorge,
Por cá é tudo ao contrário, saímos de um Inverno bastante rigoroso e estamos na Primavera, onde começam a brotar flores e plantas...espero que o nosso Verão, não seja o tormento que o amigo passou aí pelo Brasil!...
As minhas estações preferidas são sem dúvida a Primavera e o Outono!...
Parabéns pelo texto.
Um grande abraço,
Manuela

Sílvia Mota disse...

Leitura poética da Mãe-Natureza, ao enlaçá-la à natureza humana...

Belo! Ao meu olhar, apaixonado e apaixonante texto. Faz sonhar...
Beijossssssssssssss